Artigos e Notícias

CPAP – O QUE É? PARA QUE SERVE?


CPAP é a sigla em inglês (continous positive airway pressure).

 

O CPAP é considerado a terapia de escolha para o tratamento da SAOS    (síndrome da apnéia obstrutiva do sono), em especial dos quadros moderados a graves. A SAOS é caracterizada por eventos de apinéias durante o sono, que podem levar a graves prejuízos cardiovasculares e neurológicos e também por sonolência durante o dia, trazendo prejuízos no trabalho e nos estudos.

 

O CPAP é um aparelho que gera um fluxo de ar através de uma pressão fixa ou variável no caso do CPAP automático, gerando um fluxo de ar contínuo através da via respiratória, que se dilata, e consequentemente permiti a passagem de ar novamente pelas vias aéreas, que estavam colabadas, durante o sono, nas pessoas portadoras de SAOS.

 

É necessário que o CPAP esteja conectado a um tubo fixo e que este tubo, por sua vez, esteja conectado a uma máscara, que é aderida a face do paciente, que pode ser fixada ao redor do nariz (máscara nasal) ou ao redor da boca e do nariz (máscara oro-nasal). A pressão gerada pelo CPAP é determinada por um exame chamado titulação de CPAP e é realizado após o diagnóstico da SAOS.

 

Para ser efetivo, é importante que o paciente use todas as noites, por mais de 4 horas, mas quanto mais horas usar maior será o benefício.

 

Com o uso do CPAP há diminuição da sonolência durante o dia. Estudos mostram que há benefícios nas funções cognitivas, isto é, aquelas relacionadas ao aprendizado, além de melhora no humor e na qualidade de vida. Muitos estudos mostram melhora na hipertensão arterial, arritmias cardíacas e no diabetes.

 

Alguns efeitos colaterais também podem ocorrer com o uso do CPAP, como: ressecamento da boca; congestão nasal; aerofagia; abrasão da pele; e outros de pequena monta.